XV SRHNE - SIMPÓSIO DE RECURSOS HÍDRICOS DO NORDESTE

Data: 22/11/2020 à 26/11/2020
Local: Caruaru
ISSN: 2359-1900
Mais informações: https://www.abrhidro.org.br/xvsrhne/

DISTRIBUIÇÃO ESPACIAL DA CHUVA COMO AUXÍLIO AO DIMENSIONAMENTO DE PEQUENAS BARRAGENS NA BACIA HIDROGRÁFICA DE TERRA NOVA (SERTÃO DE PERNAMBUCO)

Código

XV-SRHNE0107

Autores

Gastão Cerquinha da Fonceca Neto, Jaime Joaquim da Silva Pereira Cabral, ANDERSON LUIZ RIBEIRO DE PAIVA, alexson caetano da silva, Marcos Antonio Barbosa da Silva Junior

Tema

11 - Segurança de barragens

Resumo

No projeto de barragens é importante um estudo prévio das chuvas intensas para dimensionamento das estruturas extravasoras. A escolha da probabilidade de ocorrência do evento, a fim de estabelecer a vazão de projeto, varia de acordo com as características da barragem, podendo-se considerar Tempos de Retorno (TRs) de 500 a 10.000 anos ou Precipitação Máxima Provável (PMP). A bacia hidrográfica de Terra Nova, localizada no Sertão Central de Pernambuco, é contemplada com o Eixo Norte do projeto de transposição do rio São Francisco, permitindo ampliar a disponibilidade de água para as populações residentes na região, seja na conexão direta para abastecimento humano, seja na forma de perenização de riachos. Nesse sentido é possível prever um aumento na procura por projetos de pequenos barramentos para produção agrícola. A fim de auxiliar na estimativa de vazões para vertedouros de barragens, foi estudada a distribuição de Gumbel para precipitações intensas de 500 anos de retorno, com durações de 1h, 2h, 4h e 6h, espacializadas pelo método da krigagem. Os resultados obtidos permitem identificar o valor da intensidade pluviométrica ao localizar a bacia que contribui para o reservatório.

Sistema de publicação de trabalhos técnico ABRHidro - Associação Brasileira de Recursos Hídricos
Desenvolvido por Pierin.com