XXIII SBRH - Simpósio Brasileiro de Recursos Hídricos

Data: 24/11/2019 à 28/11/2019
Local: Foz do Iguaçu - PR
ISSN: 2318-0358
Mais informações: https://eventos.abrh.org.br/xxiiisbrh/

DISTRIBUIÇÃO DAS PRESSÕES MÉDIAS AO LONGO DA CALHA DE UM VERTEDOURO EM DEGRAUS JUNTO A ARESTA EXTERNA DOS ESPELHOS

Código

XXIII-SBRH1215

Autores

MAURICIO DAI PRA, Marcelo Giulian Marques, eder daniel teixeira, LUIZ AUGUSTO MAGALHAES ENDRES, Alba Valéria Brandão Canellas, Carolina Kuhn Novakoski, Rute Ferla, Fabiane Aquino da Silva, Matheus Victor Cruz, Matheus Kunrath Oliveira

Tema

03 - Hidráulica

Resumo

Vertedouros em degraus apresentam-se técnica e economicamente viáveis dada a significativa dissipação de energia hidráulica que é proporcionada ao escoamento devido à macro rugosidade dos degraus. Porém, a estrutura da calha sofre limitações quanto ao escoamento imposto, pois há risco de cavitação nos degraus dependendo das pressões negativas atuantes, condição comum aos espelhos dos degraus. Com o objetivo de identificar as zonas onde pode ocorrer o fenômeno da cavitação, foram realizados testes em modelos físicos de vertedouros em degraus. As calhas desses modelos possuem alturas dos degraus de 0,6 m e 0,9 m, sendo a declividade da calha de 1,00V:0,75H. Neste estudo, foi observado o comportamento das pressões médias nas arestas externas dos espelhos dos degraus. As pressões médias foram adimensionalizadas utilizando diferentes parâmetros a fim de prever o seu comportamento geral nos espelhos, para as condições ensaiadas. Conclui-se que para valores do adimensional L/k/F* maiores que 4 as pressões médias adimensionalizadas (Pmed/?/Z) começam a demonstrar um comportamento assintótico, com valores entre -0,02 e 0,00.

© 2022 - Todos os direitos reservados - Sistema de publicação de trabalhos técnico ABRHidro - Associação Brasileira de Recursos Hídricos
Desenvolvido por Pierin.com