XXIII SBRH - Simpósio Brasileiro de Recursos Hídricos

Data: 24/11/2019 à 28/11/2019
Local: Foz do Iguaçu - PR
ISSN: 2318-0358
Mais informações: https://eventos.abrh.org.br/xxiiisbrh/

MODELAGEM EMPÍRICA DE SÓLIDOS EM SUSPENSÃO NA LAGOA MIRIM, RS, UTILIZANDO DADOS DO MSI/SENTINEL-2

Código

XXIII-SBRH0651

Autores

Rosiméri da Silva Fraga, Hugo Alexandre Soares Guedes, Cassia Brocca Caballero, Karen Gularte Peres Mendes, Vitor Souza Martins, Alice César Fassoni de Andrade, Mozzara Oliveira da Fonseca

Tema

Sensoriamento remoto da água: perspectivas para a nova era de disponibilidade de informação

Resumo

A degradação da qualidade de água nos corpos hídricos pode ocorrer tanto por ações antropogênicas, como por fatores naturais. A Lagoa Mirim é considerada a segunda maior lagoa do Brasil, possuindo uma grande importância no aspecto econômico, social e ambiental para a região sul. Considerando esses aspectos, é de suma importância verificar a qualidade da água, e o sensoriamento remoto tem se tornado uma alternativa para auxiliar no monitoramento das águas interiores. Este estudo teve como objetivos: 1) desenvolver um modelo capaz de monitorar remotamente os sólidos em suspensão (SS) no norte da Lagoa Mirim, utilizando os dados do sensor MSI/Sentinel-2; 2) estimar os SS a partir de relações empíricas entre as bandas do sensor e os dados de concentração medidos in situ; e 3) compreender o padrão espacial de SS no norte da lagoa. Com o uso dos dados MSI/Sentinel-2 e com o modelo empírico gerado foi possível modelar e mapear os sólidos suspensos na Lagoa Mirim. Com os resultados obtidos, conclui-se que a distribuição de SS no norte da lagoa é noroeste-sudeste, sendo influenciado pelo padrão de ventos no período analisado. Com isso, futuramente se almeja identificar as prováveis fontes causadoras de sólidos na lagoa.

© 2022 - Todos os direitos reservados - Sistema de publicação de trabalhos técnico ABRHidro - Associação Brasileira de Recursos Hídricos
Desenvolvido por Pierin.com