XIII SBRH - SIMPÓSIO BRASILEIRO DE RECURSOS HÍDRICOS

Data: 28/11/1999 à 02/12/1999
Local: Belo Horizonte - MG

ASPECTOS DO MEIO FÍSICO EM ÁREA PERTENCENTE AO LIXÃO DO ALVARENGA, MUNICÍPIO DE SÃO BERNARDO DO CAMPO, SP

Autores

Ângelo José Consoni, André Luiz Bonacin Silva

Resumo

Este trabalho apresenta os resultados preliminares obtidos no diagnóstico do meio físico em área pertencente ao lixão do Alvarenga, localizado no limite entre os municípios de São Bernardo do Campo e Diadema, SP. O local está em área de proteção de mananciais - APM, e situa-se a cerca de 400 m do reservatório Billings, uma das principais fontes de abastecimento de água da região metropolitana de São Paulo (RMSP). Historicamente, o lixão foi operado de 1974 a 1986, recebendo resíduos domiciliares dos municípios de São Bernardo do Campo e Diadema, porém, desde sua origem, nunca sob condições sanitárias adequadas. Há sérios indícios de que ao longo de seu funcionamento tenha recebido carga de resíduos industriais, não só pela existência, até hoje, de inúmeros tambores com produtos químicos, mas também pelos fatos de estar em região altamente industrializada e de não possuir controle eficiente de acesso. Atualmente, a deposição prossegue na porção de responsabilidade do município de Diadema, "somente para inertes". Neste texto, são abordadas, conceitualmente, atividades de diagnóstico das fontes de contaminação e do ambiente atingido (meios físico, biótico e sócio-econômico); identificação dos principais impactos ambientais; planejamento de investigações complementares; monitoramento etc. São discutidas, ainda, simulações preliminares de opções de mitigação e/ou remediação. A área investigada restringiu-se exclusivamente à vertente do aterro situada no território de São Bernardo do Campo, somando cerca de 170.000 m2 de área._x000D_

Sistema de publicação de trabalhos técnico ABRhidro - Associação Brasileira de Recursos Hídricos
Desenvolvido por Pierin.com