XIII SBRH - SIMPÓSIO BRASILEIRO DE RECURSOS HÍDRICOS

Data: 28/11/1999 à 02/12/1999
Local: Belo Horizonte - MG

AVALIAÇÃO DA METODOLOGIA DE MONITORAMENTO ADOTADA PELA CEDAE NA REGIÃO DO EMISSÁRIO SUBMARINO DE ESGOTOS DE IPANEMA (ESEI-RJ) COM O USO DE TRAÇADORES FLUORESCENTES E DADOS OCEANOGRÁFICOS

Autores

Fábio Teodoro de Souza, João Sérgio Fajado Roldão

Resumo

Teorias têm sido estabelecidas para a descrição da diluição de plumas de emissários submarinos, sendo comparadas com experimentos em laboratório, diferentes das condições naturais. O estudo da diluição do efluente do ESEI foi realizado, injetando-se uma solução de traçadores fluorescentes no esgoto doméstico à montante de seu lançamento no mar. O monitoramento da pluma foi realizado com um barco, nos campos próximo e afastado, equipado com sistemas de navegação e posicionamento, e fluorímetros para medição de traçador. Também foram realizadas medições de parâmetros oceanográficos, físico-químicos e meteorológicos. Os dados oceanográficos foram usados para calcular o Número de Richardson e comparar estes resultados com as condições reais de misturamento da coluna d'água obtidas nos ensaios com traçadores. Esta comparação permitiu avaliar a metodologia de monitoramento do ESEI tradicionalmente adotada pela CEDAE._x000D_ _x000D_

Sistema de publicação de trabalhos técnico ABRhidro - Associação Brasileira de Recursos Hídricos
Desenvolvido por Pierin.com