XII SRHNE - SIMPÓSIO DE RECURSOS HÍDRICOS DO NORDESTE

Data: 21/10/2014 à 31/12/2014
Local: Natal - RN
ISSN: 2359-1900

A PEGADA HÍDRICA CINZA DAS EXPORTAÇÕES DE COMMODITIES AGRÍCOLAS DO RIO GRANDE DO NORTE (1997 A 2013) (PAP018443)

Código

PAP018443

Autores

SÉRGIO RODRIGUES ROCHA, Ticiana Marinho de Carvalho Studart

Tema

Política institucional, planejamento e governança dos Recursos Hídricos

Resumo

A pegada hídrica cinza é um indicador de poluição da água, que se refere à quantidade de água demandada, de acordo com padrões ambientais, para a diluição da carga de poluição gerada quando da produção de bens e serviços. O objetivo deste trabalho é avaliar a pegada hídrica cinza do Rio Grande do Norte, a partir dos produtos agrícolas mais importantes de sua pauta de exportação, de 1997 a 2013. Como resultado, o volume total de pegada hídrica cinza é de 136.362.187,0m3; com média anual de 8.021.305,1m3. A castanha de caju apresenta o maior padrão de pegada cinza (631,5 litros por quilograma) e, também, o maior volume gerado de poluição (50,6% do total). Os Estados Unidos são o país responsável pela maior carga poluidora causada aos recursos hídricos (36,5% do total). A União Europeia é o bloco econômico responsável pela maior carga de poluição (52,0% do total). Para mitigar a pegada hídrica cinza, pode-se evitar ou diminuir a aplicação de substâncias químicas nas lavouras. Outra forma é adotar a agricultura orgânica.

Sistema de publicação de trabalhos técnico ABRhidro - Associação Brasileira de Recursos Hídricos
Desenvolvido por Pierin.com