XII SRHNE - SIMPÓSIO DE RECURSOS HÍDRICOS DO NORDESTE

Data: 21/10/2014 à 31/12/2014
Local: Natal - RN
ISSN: 2359-1900

ÁREAS DEGRADADAS POR EROSÃO PRÓXIMAS AO RESERVATÓRIO DA USINA HIDRELÉTRICA LUIZ GONZAGA PE (PAP018178)

Código

PAP018178

Autores

YOLY SOUZA RAMOS, JUAREZ PAZ PEDROSA

Tema

Erosão e transporte de sedimentos

Resumo

Caracterizaram-se as propriedades físico-químicas e quantificaram as perdas de solo de áreas localizadas próximas às bordas do reservatório da Usina Hidrelétrica Luiz Gonzaga, no Estado de Pernambuco, com processos erosivos em estágio inicial, intermediário e severo. As medidas de tendência central (média e mediana) indicaram distribuição simétrica para os parâmetros estudados, exceto para areia grossa (AG), areia fina (ARF), silte (S) e argila (ARG) e confirmados pelas longas caudas (whiskers), nos box-plots. Os teores médios de AG foram maiores do que os de ARF, conferindo a ARF maior capacidade contaminação de sedimentos para o reservatório da UHE Luiz Gonzaga. A presença de outliers nos box-plots conferem observações atípicas, características de solos Neossolos Quartzarênicos em virtude dos altos teores de areia e baixas quantidades de ARG, S e material orgânica (MO). As maiores perdas de solo foram nas áreas com processos erosivos com estágio severo (A2, A12), com perdas de solo de 147,0 e 173,0 (kg/ha/ano), respectivamente. Os atributos físico-químicos das áreas experimentais imprimem baixa fertilidade natural e perdas significativas de solo, revelado suscetibilidade à erosão e conseqüentemente, compromete da vida útil do reservatório da Usina.

Sistema de publicação de trabalhos técnico ABRhidro - Associação Brasileira de Recursos Hídricos
Desenvolvido por Pierin.com