II END - Encontro Nacional de Desastres da ABRHidro

Data: 15/12/2020 à 18/12/2020
Local: Virtual
Mais informações: https://www.abrhidro.org.br/iiend

AVALIAÇÃO PRELIMINAR DE EVENTOS EXTREMOS PELO CHIRPS ATRAVÉS DA FERRAMENTA CLIMATESERV

Autores

Vinícius Gomes Costa Junior, ALFREDO RIBEIRO NETO

Tema

Estudos relacionados a desastres meteorológicos

Resumo

O monitoramento e alerta de eventos extremos como seca e inundações faz mister o monitoramento da precipitação em função do tempo e espaço, o qual deve considerar a climatologia na definição de índices nestes alertas e diagnósticos. Diversas empreitadas para desenvolvimento de técnicas de produção de mapas de chuva, especialmente em áreas sem esta informação, já foram fomentadas. O Climate Hazards Group InfraRed Precipitation with Station data (CHIRPS) é um dos produtos de mais destaque neste tipo de iniciativa. Neste artigo o ClimateSERV é avaliado, uma vez que esta aplicação facilmente prove as informações de maneira mais operacional e amigável possível. A avaliação se dará justamente para períodos de eventos extremos de precipitação que ocorreram em Pernambuco em 2019 com o intuito de investigar a possibilidade da utilização dessa ferramenta em órgãos operacionais ou tomadores de decisão. Apesar da facilidade de se gerar gráficos e de se obter os dados do CHIRPS através do ClimatSERV, as estimativas de chuva para o período estudado não foram condizentes com a realidade, subestimando-os demais. A priori a utilização do ClimatSERV operacionalmente em casos extremos (acima de 100 mm/dia) deve ser evitado.

Sistema de publicação de trabalhos técnico ABRhidro - Associação Brasileira de Recursos Hídricos
Desenvolvido por Pierin.com