XIII ENAU - Encontro Nacional de Águas Urbanas e III SRRU - Simpósio de Revitalização de Rios Urbanos

Data: 19/10/2020 à 22/10/2020
Local: virtual
ISSN: 2359-1897
Mais informações: https://www.abrhidro.org.br/xiiienau-iiisrru

RESILIÊNCIA DE ENGENHARIA COMO SUBSÍDIO AO PROCESSO DE REVITALIZAÇÃO DE TRÊS RIACHOS URBANOS EM RECIFE-PE

Autores

Jaime Joaquim da Silva Pereira Cabral, Gastão Cerquinha da Fonceca Neto, Marcos Antonio Barbosa da Silva Junior, Arivânia Bandeira Rodrigues, Lysanne Souza de Moura

Tema

SRRU - 04 - Ferramentas de planejamento para a revitalização de rios

Resumo

Este artigo avalia os riachos Sítio dos Pintos, Cavouco e Parnamirim sob a ótica da resiliência de engenharia, abrangendo aspectos da: hidrologia; hidráulica; erosão e sedimentação. Para isso, definiram-se seis fatores de avaliação qualitativa, baseados nos sobreditos aspectos, que reduzem a resiliência de engenharia dos citados riachos. Em seguida, foram obtidos os Graus de Resiliência de Engenharia ? GRE (alto, médio e baixo) para cada riacho, considerando a classificação dos seis fatores em: pouco presente; moderadamente presente; e muito presente. Para os riachos avaliados, notou-se um GRE médio, verificando que os fatores 3, 5 e 6 (registro de pontos de alagamento, sedimentação em pontos do riacho e descarga de esgoto e resíduos sólidos, respectivamente) foram os que mais contribuíram para a redução da resiliência de engenharia. Concluiu-se que a metodologia deste estudo pode auxiliar os órgãos públicos, tomadores de decisão, a monitorar os fatores que reduzem a resiliência de engenharia dos riachos urbanos, podendo nortear um conjunto de ações para a revitalização deles.

Sistema de publicação de trabalhos técnico ABRhidro - Associação Brasileira de Recursos Hídricos
Desenvolvido por Pierin.com