XIII ENAU - Encontro Nacional de Águas Urbanas e III SRRU - Simpósio de Revitalização de Rios Urbanos

Data: 19/10/2020 à 22/10/2020
Local: virtual
ISSN: 2359-1897
Mais informações: https://www.abrhidro.org.br/xiiienau-iiisrru

ESTUDO PRELIMINAR PARA DETERMINAÇÃO DA FRAÇÃO DE ÁREA PERMEÁVEL PARA FINS DE CONTROLE DA VAZÃO DE PICO

Autores

Mateus Felipe Marques de Oliveira, Rayanne Lira Barros, Luis Henrique Nascimento Cavalcante, MARLLUS GUSTAVO FERREIRA PASSOS DAS NEVES

Tema

ENAU - 15 - Drenagem urbana e planejamento urbano

Resumo

O acelerado processo de urbanização unido à falta de planejamento urbano na maioria das cidades brasileiras tem gerado o acréscimo da área impermeável, refletindo diretamente na maior geração de escoamento superficial, promovendo um aumento nas vazões de pico. Destarte, este trabalho visa a determinação de uma taxa de área permeável mínima como alternativa à redução do escoamento superficial e consequente diminuição das vazões de pico em pequenas bacias na cidade de Maceió-AL. Para tanto, foi realizado um estudo na sub-bacia 3, segundo a divisão proposta por Barros (2013), da bacia do riacho do sapo, arbitrando 6 cenários de projeto, com tempos de retorno de 5, 10 e 25 anos, percentuais variáveis de área permeável e, portanto, diferentes valores associados ao fator número de curva (CN). Ademais, foram obtidas as vazões de pico associadas a cada cenário através da utilização do método do hidrograma unitário para os tempos de retorno supracitados. Analisando a relação entre os parâmetros ?área permeável?, ?CN? e as vazões de pico, obtivemos para um tempo de retorno de 5 anos um percentual de área permeável mínimo aceitável de 60%, valor de CN aceitável próximo a 78, sendo os demais tempos de retorno inconcebíveis pelo fator econômico.

Sistema de publicação de trabalhos técnico ABRhidro - Associação Brasileira de Recursos Hídricos
Desenvolvido por Pierin.com