XIV ENES 2020

Data: 09/11/2020 à 11/11/2020
Local: Campinas/SP
ISSN: 2359-2141
Mais informações: http://www.abrhidro.org.br/xivenes

EFEITOS DA PRESSÃO ANTRÓPICA EM UM IGARAPÉ URBANO DA AMAZÔNIA OCIDENTAL

Autores

Thiago Alves dos Santos, Gabriela Leite Neves, Mariana Abibi Guimarães Araujo Barbosa, Denise Parizotto, Allita Rezende dos Santos, Frederico Fabio Mauad, Elisabete Lourdes do Nascimento

Tema

07 - QUALIDADE DA ÁGUA E GEOQUÍMICA DE SEDIMENTOS

Resumo

A água é essencial para os usos múltiplos, no entanto, com o crescimento populacional, a pressão sobre os recursos hídricos vem aumentando, resultando em impactados ambientais que comprometem sua disponibilidade. No município de Ji-Paraná/RO, o Igarapé Dois de Abril, vem sofrendo impactos no entorno da microbacia, constituindo uma paisagem totalmente adversa à natural, com intenso adensamento populacional de forma desordenada. O objetivo do estudo foi apresentar os efeitos da pressão antrópica na bacia hidrográfica do Igarapé Dois de Abril, através da sua qualidade ambiental. Para tanto, foram determinadas concentrações de oxigênio dissolvido, amônia, nitrito, nitrato, ortofosfato e fósforo total. Dentre os parâmetros analisados, estiveram em desacordo com a Resolução CONAMA 357/05 as variáveis, oxigênio dissolvido, amônia, nitrito e fósforo total. Foi possível constatar que os efeitos das pressões antrópicas no igarapé resultam na sua baixa capacidade de autodepurar os efluentes recebidos, acarretando eutrofização artificial, fortes odores e alteração na coloração d?água. Tais resultados são reflexo do crescimento populacional desordenado e à falta de saneamento básico, haja visto que o Estado de Rondônia ocupa o último lugar no ranking no que se refere a tratamento de esgoto.

Sistema de publicação de trabalhos técnico ABRhidro - Associação Brasileira de Recursos Hídricos
Desenvolvido por Pierin.com