XXIII SBRH - Simpósio Brasileiro de Recursos Hídricos

Data: 24/11/2019 à 28/11/2019
Local: Foz do Iguaçu - PR
ISSN: 2318-0358
Mais informações: https://eventos.abrh.org.br/xxiiisbrh/

INFLUÊNCIA DO USO E OCUPAÇÃO DA ZONA RIPÁRIA NA QUALIDADE DO SOLO E DA ÁGUA DE UM RESERVATÓRIO DO SEMIÁRIDO BRASILEIRO

Código

XXIII-SBRH0742

Autores

Giulliana Karine Gabriel Cunha, JÉSSICA FREIRE GONÇALVES DE MELO, Rayane Dias da Silva, Karina Patrícia Vieira da Cunha

Tema

11 - Sensoriamento remoto e gestão integrada da água e do território

Resumo

Zonas ripárias desempenham funções ecossistêmicas, auxiliando na manutenção da qualidade ambiental. O uso e ocupação causam alterações nos atributos físico-químicos do solo, provocando perdas de qualidade. Em zonas ripárias, a degradação do solo amplia sua atuação como fonte difusa de nutrientes, como o fósforo, para os mananciais. A perda de fósforo do solo favorece o processo de eutrofização dos sistemas aquáticos, reduzindo a qualidade da água em mananciais. Isso ocorre com maior facilidade em regiões que apresentam solos pouco desenvolvidos, naturalmente vulneráveis aos processos erosivos, como os encontrados em regiões semiáridas. Este trabalho objetivou avaliar a influência do uso e ocupação do solo da zona ripária do reservatório Marechal Dutra (Gargalheiras) nos atributos físico-químicos do solo e sua relação com a qualidade da água. Através da classificação supervisionada de imagens foram encontradas três classes de uso e ocupação do solo: vegetação nativa, solo exposto e agricultura. Foram analisados os atributos físico-químicos do solo em cada classe de uso e ocupação e comparados as variáveis limnológicas do corpo hídrico. A agricultura e o solo exposto são as classes de uso que mais degradam o solo e, portanto, ampliam o potencial deste atuar como fonte difusa de nutrientes para o corpo hídrico.

© 2023 - Todos os direitos reservados - Sistema de publicação de trabalhos técnico ABRHidro - Associação Brasileira de Recursos Hídricos
Desenvolvido por Pierin.com