XXIII SBRH - Simpósio Brasileiro de Recursos Hídricos

Data: 24/11/2019 à 28/11/2019
Local: Foz do Iguaçu - PR
ISSN: 2318-0358
Mais informações: https://eventos.abrh.org.br/xxiiisbrh/

ANÁLISE COMPARATIVA DE CRITÉRIOS EMPÍRICOS E DE ESTABILIDADE NA RUPTURA DE BARRAGENS - ESTUDO DE CASO DA PCH CAVERNOSO

Código

XXIII-SBRH0512

Autores

Camila Fabiani, Guilherme Piaie de Oliveira Palma, Hudson Goto, Candice Schauffert Garcia, Laertes Munhoz da Cunha, andreia pedroso, Fernando Fonseca de Freitas

Tema

03 - Hidráulica

Resumo

Este artigo compara dois critérios utilizados como base para a definição do instante de ruptura de barragens de concreto em modelos dam-break. No estudo foi realizada a comparação dos resultados de duas simulações de ruptura da barragem da PCH Cavernoso, localizada no estado do Paraná. Para definição das condições de ruptura, a primeira simulação utilizou o critério da ANA (2016), em que a brecha tem início quando o nível de água no reservatório atinge 0,15 m acima da cota de coroamento da barragem. A segunda simulação seguiu o cálculo da estabilidade da barragem para os mecanismos de tombamento, deslizamento e flutuação. Como resultado, obteve-se que o rompimento da barragem, por mecanismos de estabilidade, ocorreria com um nível da água 0,17 m acima do adotado pelo critério empírico da ANA, gerando, entretanto, diferenças entre os resultados das simulações de ruptura insignificantes em termos de vazão. Este artigo é inspirado no projeto executado pelas empresas RHA Engenharia e Consultoria SS Ltda., TOPOCART Topografia, Engenharia e Aerolevantamento SS Ltda. e ENGEVIX Engenharia e Projetos S/A, para obtenção de MDT e mapas de inundação para usinas hidrelétricas da COPEL GeT no estado do Paraná.

Sistema de publicação de trabalhos técnico ABRHidro - Associação Brasileira de Recursos Hídricos
Desenvolvido por Pierin.com