XXIII SBRH - Simpósio Brasileiro de Recursos Hídricos

Data: 24/11/2019 à 28/11/2019
Local: Foz do Iguaçu - PR
ISSN: 2318-0358
Mais informações: https://eventos.abrh.org.br/xxiiisbrh/

ANÁLISE COMPARATIVA DE CRITÉRIOS EMPÍRICOS E DE ESTABILIDADE NA RUPTURA DE BARRAGENS - ESTUDO DE CASO DA PCH CAVERNOSO

Autores

Camila Fabiani, Guilherme Piaie de Oliveira Palma, Hudson Goto, Candice Schauffert Garcia, Laertes Munhoz da Cunha, andreia pedroso, Fernando Fonseca de Freitas

Tema

03 - Hidráulica

Resumo

Este artigo compara dois critérios utilizados como base para a definição do instante de ruptura de barragens de concreto em modelos dam-break. No estudo foi realizada a comparação dos resultados de duas simulações de ruptura da barragem da PCH Cavernoso, localizada no estado do Paraná. Para definição das condições de ruptura, a primeira simulação utilizou o critério da ANA (2016), em que a brecha tem início quando o nível de água no reservatório atinge 0,15 m acima da cota de coroamento da barragem. A segunda simulação seguiu o cálculo da estabilidade da barragem para os mecanismos de tombamento, deslizamento e flutuação. Como resultado, obteve-se que o rompimento da barragem, por mecanismos de estabilidade, ocorreria com um nível da água 0,17 m acima do adotado pelo critério empírico da ANA, gerando, entretanto, diferenças entre os resultados das simulações de ruptura insignificantes em termos de vazão. Este artigo é inspirado no projeto executado pelas empresas RHA Engenharia e Consultoria SS Ltda., TOPOCART Topografia, Engenharia e Aerolevantamento SS Ltda. e ENGEVIX Engenharia e Projetos S/A, para obtenção de MDT e mapas de inundação para usinas hidrelétricas da COPEL GeT no estado do Paraná.

Sistema de publicação de trabalhos técnico ABRhidro - Associação Brasileira de Recursos Hídricos
Desenvolvido por Pierin.com