XII ENREHSE - Encontro de Recursos Hídricos em Sergipe

Data: 18/03/2019 à 22/03/2019
Local: São Cristóvão - SE
Mais informações: https://www.abrhidro.org.br/xiienrehse

Monitoramento do TDH e sólidos grosseiros da ETE da UFS

Código

ENREHSE0070

Autores

Luciana Coêlho Mendonça, Denise Conceição de Gois Santos Michelan, Vitória Letícia de Jesus Costa, José Anderson Ribeiro de Souza

Tema

Água para Todos: Não Deixar Ninguém para Trás

Resumo

A ideia do saneamento básico é antiga e os primeiros registros de saneamento no mundo foram datados em mais de mil anos atrás. Mas, nos dias atuais, no Brasil, a área é negligenciada e possui pouco investimento. Com a criação da Lei Nº 11.445, em 2007, o investimento aumentou e, com isso, novas Estações de Tratamento de Esgotos (ETEs) foram criadas em todo o país, incluindo nas universidades. Com isso, o objetivo deste trabalho foi avaliar o tempo de detenção hidráulico (TDH), importante parâmetro para que os processos envolvidos no tratamento dos esgotos aconteçam adequadamente, bem como a sua relação com a variação de vazão. O TDH foi determinado com os valores de vazão, medidos na calha Parshall, e com os valores de volume obtidos no projeto. A estação da UFS apresentou elevados tempos de detenção, com valores médios de 42 e 58 horas para o reator UASB e para o valo de oxidação, respectivamente. Por fim, os sólidos grosseiros recolhidos no gradeamento do tratamento preliminar apresentaram baixos valores e ficaram abaixo da média citada em literatura, com valor médio de 0,0012kg/m³ para o período de análise.

© 2022 - Todos os direitos reservados - Sistema de publicação de trabalhos técnico ABRHidro - Associação Brasileira de Recursos Hídricos
Desenvolvido por Pierin.com