I END - Encontro Nacional de Desastres da ABRH

Data: 25/07/2018 à 27/07/2018
Local: Porto Alegre-RS
Mais informações: https://www.abrh.org.br/iend

ANÁLISE DA EFICIÊNCIA DE EQUAÇÕES EMPÍRICAS PARA PREVISÃO DE VAZÃO DURANTE UM EVENTO DE PRECIPITAÇÃO INTENSA NA BACIA DO RIO MURIAÉ EM MARÇO DE 2018

Autores

MARCOS FIGUEIREDO SALVIANO

Tema

4 - Sistemas de alerta operacionais

Resumo

Com os crescentes impactos sociais e econômicos das inundações nas áreas urbanas causadas pelo crescimento populacional e pela falta de planejamento habitacional, os modelos hidrológicos são uma alternativa para a previsão e, portanto, a mitigação dos impactos. Um exemplo é o projeto Sistema de Alerta Hidrológico do Rio Muriaé (SAH-Muriaé), no qual as equações empíricas de propagação de vazão são utilizadas. Este projeto utiliza dados de cota e precipitação acumulada de cinco estações hidrológicas automáticas com uma frequência de medições de 15 minutos. Durante o período entre 8 e 9 de março de 2018, uma intensa chuva na bacia causou inundações em algumas cidades e possibilitou a verificação da eficiência do modelo atual. Verificou-se que a eficiência dos modelos foi diretamente proporcional à área de drenagem das estações, com o pior resultado em Porciúncula (NS = 0,3498) e o melhor em Cardoso Moreira (NS = 0,9612). Essa diferença pode ser atribuída à intensa precipitação localizada a jusante das estações, como pode ser observado pela precipitação estimada por satélite. Assim, uma alternativa para melhorar a eficiência dos modelos e reduzir sua incerteza é usar um modelo de descarga de chuva com uma observação de precipitação espacialmente distribuída.

Sistema de publicação de trabalhos técnico ABRhidro - Associação Brasileira de Recursos Hídricos
Desenvolvido por Pierin.com