XXII SBRH - Simpósio Brasileiro de Recursos Hídricos

Data: 26/11/2017 à 01/12/2017
Local: Florianópolis - SC
ISSN: 2318-0358
Mais informações: http://www.abrh.org.br/xxiisbrh

ALTERNATIVAS METODOLÓGICAS PARA AVALIAÇÃO DE IMPACTOS AMBIENTAIS CAUSADOS POR MINAS ABANDONADAS: ESTUDO DE CASO DA ENGENHO D'ÁGUA

Código

PAP023278

Autores

Hélio Guilherme de Almeida Lara, Rafaella Oliveira Baracho, Daiana Lira de Araujo, Oscar de Moraes Cordeiro Netto

Tema

7 - Qualidade da água

Resumo

O Brasil possui importantes depósitos minerais em seu subsolo que têm sido explorados desde o século XVII. Entretanto, pode-se afirmar que grande parte do atual parque de extração mineral brasileiro foi constituída recentemente, durante as décadas de 1970 e 1980. Apesar de ser primordial para a economia nacional, a atividade de extração mineral causa uma série de impactos ao meio ambiente. Com relação aos recursos hídricos, a atividade pode acarretar o decaimento da qualidade das águas dos rios e reservatórios a jusante do empreendimento, rebaixamento do lençol freático, alteração do regime hidrológico e assoreamento dos cursos de água. Nesse sentido, o presente estudo teve como finalidade levantar alternativas metodológicas para avaliação de impactos ambientais ocasionados por uma mina de minério de ouro abandonada, desde o ano de 2012, em Minas Gerais, a Engenho d'Água. Foram considerados os métodos de matrizes de interação, sobreposição de cartas e modelos de simulação. Frente a uma análise custo-efetividade, pôde-se apontar como solução mais adequada para avaliação dos impactos a combinação de dois métodos de avaliação, matrizes de interação e superposição de cartas, uma vez que as desvantagens de um método podem ser compensadas pelas vantagens do outro.

Sistema de publicação de trabalhos técnico ABRhidro - Associação Brasileira de Recursos Hídricos
Desenvolvido por Pierin.com