XXII SBRH - Simpósio Brasileiro de Recursos Hídricos

Data: 26/11/2017 à 01/12/2017
Local: Florianópolis - SC
ISSN: 2318-0358
Mais informações: http://www.abrh.org.br/xxiisbrh

ACURÁCIA DO SISTEMA GPM NA ESTIMATIVA DA PRECIPITAÇÃO PLUVIAL EM PELOTAS/RS

Código

PAP022560

Autores

GABRIEL DA SILVA LEMOS, Suélen Cristiane Riemer da Silveira, RODRIGO RIZZI, Rita de Cássia Fraga Damé, CLAUDIA FERNANDA ALMEIDA TEIXEIRA, LUIS CARLOS NUNES WEYMAR JUNIOR, Patrick Morais Veber, Gustavo Bubolz Klumb, Roberta Machado Karsburg, Emanuele Baifus Manke, Viviane Rodrigues Dorneles, Letícia Burkert Méllo

Tema

4 - Hidrologia superficial e hidrometria

Resumo

A baixa densidade de estações meteorológicas e a grande extensão do território Brasileiro tornam difícil a obtenção de informações detalhadas sobre precipitação pluvial. Levando em consideração a importância de tais informações, com relação ao planejamento agrícola e ao estudo da hidrologia, uma alternativa é a utilização de dados obtidos via satélites. Logo, o objetivo deste trabalho é avaliar a acurácia dos dados de precipitação estimados pelo sistema de satélites GPM em comparação aos dados da estação agroclimatológica do município de Pelotas/RS. Foram obtidas informações de precipitação de forma acumulada quinzenal e mensal para o ano de 2016 para os produtos IMERG Early e Late, enquanto que para o produto Final foram adquiridos dados para o ano de 2015. O produto Final apresentou os melhores resultados tanto para a avaliação quinzenal quanto mensal, com coeficiente de Willmott de até 0,86, porém, obtendo coeficiente de Nash- sutcliffe insuficiente para a avaliação mensal. Os produtos Early e Late apresentaram bons resultados, sem grandes variações no coeficiente de Willmott entre as avaliações quinzenais e mensais, com valores entre 0,65 e 0,78, no entanto, o coeficiente de Nash-sutcliffe foi sempre considerado insuficiente.

Sistema de publicação de trabalhos técnico ABRhidro - Associação Brasileira de Recursos Hídricos
Desenvolvido por Pierin.com