XXII SBRH - Simpósio Brasileiro de Recursos Hídricos

Data: 26/11/2017 à 01/12/2017
Local: Florianópolis - SC
ISSN: 2318-0358
Mais informações: http://www.abrh.org.br/xxiisbrh

ANÁLISE COMPARATIVA DE OTTOBACIAS NA REGIÃO AMAZÔNICA

Código

PAP021996

Autores

LAILA ROVER SANTANA, Adria Lorena de Moraes, Roberto dos Santos Correa, CARLOS EDUARDO AGUIAR DE SOUZA COSTA

Tema

1 - Governança e gestão de recursos hídricos

Resumo

Bacias delimitadas pelo método de Otto são utilizadas em diversos estudos, uma vez que são importantes ferramentas no planejamento e gestão dos recursos hídricos. Com base no método de Otto Pfafstetter, o objetivo foi delimitar e ottocodificar a bacia hidrográfica a montante da estação fluviométrica Foz do Rio Iratapuru (AP), comparando os resultados com a ottocodificação realizada pela Agência Nacional das Águas (ANA). Segundo o método, a delimitação das bacias é feita a partir da identificação do rio principal, e posteriormente, codificam-se suas bacias afluentes por área de contribuição. Diante disto, ele foi aplicado no Modelo Digital de Elevação Hidrologicamente Consistente (MDEHC) a partir do nível 4 da ottocodificação realizada pela ANA. Comparando as duas ottocodificações, constatou-se que o nível de detalhamento da rede drenagem influenciou diretamente na quantidade de ottobacias geradas em cada caso. Constatou-se que o método de Otto aplicado ao MDEHC apresentou resultados mais detalhados em relação a rede hidrográfica e as ottobacias geradas.

Sistema de publicação de trabalhos técnico ABRhidro - Associação Brasileira de Recursos Hídricos
Desenvolvido por Pierin.com