XVI SRHNe - Simpósio de Recursos Hídricos do Nordeste e 15º SILUSBA - Simpósio de Hidráulica e Recursos Hídricos dos Países de Língua Portuguesa

Data: 06/11/2022 à 27/12/2022
Local: Caruaru - PE
Mais informações: https://www.abrhidro.org.br/xvisrhne

MAPEAMENTO DE INUNDAÇÕES UTILIZANDO DADOS SAR DO SATÉLITE SENTIENL-1: ABORDAGEM NO BAIXO SÃO FRANCISCO

Código

XVISRHNE0230

Autores

Vitor Barbosa Melo, José Almir Cirilo

Tema

9. Geoprocessamento e sensoriamento remoto aplicado a Recursos Hídricos

Resumo

As baixas vazões durante longos períodos proporcionam uma falsa sensação de segurança às populações ribeirinhas, que em certos casos ocupam os leitos inundáveis dos rios e passam a viver em regiões de risco. Na última década, a crise hídrica no Rio São Francisco promoveu reduções drásticas na vazão vertida pelas comportas de Sobradinho e de Xingó, cenário para possíveis construções nas margens do rio. Por outra perspectiva, em 2022, após 12 anos, as vazões vertidas das Usinas Hidrelétricas aumentaram para 4.000m³/s, provocando cheias a jusante e tornando fundamental o mapeamento desse fenômeno hidrológico. Portanto, dados obtidos durante o evento podem auxiliar o gerenciamento de crises futuras e do ordenamento territorial. Dentre algumas possibilidades, as imagens SAR têm se destacado na geração de mapas de inundação com alta resolução espacial em grandes escalas. Neste trabalho, foram implementadas três metodologias para obtenção dos leitos inundáveis por meio de dados SAR em um trecho do Baixo São Franciso: a composição colorida falsa cor RGB, a separação da água por meio do classificador Random Forest e a binarização das imagens segundo o método de Otsu e de Yen. Os resultados apontaram a eficácia do mapeamento das cheias nas três técnicas aplicadas, evidenciando o potencial das imagens SAR na geração desse produto.

© 2024 - Todos os direitos reservados - Sistema de publicação de trabalhos técnico ABRHidro - Associação Brasileira de Recursos Hídricos
Desenvolvido por Pierin.com