XVI SRHNe - Simpósio de Recursos Hídricos do Nordeste e 15º SILUSBA - Simpósio de Hidráulica e Recursos Hídricos dos Países de Língua Portuguesa

Data: 06/11/2022 à 11/11/2022
Local: Caruaru - PE
Mais informações: https://www.abrhidro.org.br/xvisrhne

Avanços do reúso no semiárido utilizando a gestão participativa para o desenvolvimento regional

Código

XVISRHNE0208

Autores

Giselle da Cruz de Almeida, Abelardo Antônio de Assunção Montenegro, ANA VIRGÍNIA MARINHO SILVEIRA, Maria Vitória e Silva, Ailton Alves de Carvalho

Tema

10. Educação formal e informal em temas relacionados aos Recursos Hídricos

Resumo

Uma excelente opção para manejar a irrigação, é por meio de tanques evaporimétricos, como é o caso do tanque classe A, que permite a quantificação da demanda hídrica, possibilitando a estimativa da evapotranspiração de cultura (ETc). Todavia, em casos em que ainda não ocorreu a automatização desse processo, é necessário que a coleta de dados seja realizada diariamente, no cenário da pesquisa, e a cooperação participativa de escolas e comunidades nesse processo, torna-se fundamental, como apropriação de uso de ferramentas de manejo da irrigação, permitindo uma troca de experiência entre academia e sociedade. Desta forma, o presente trabalho tem como objetivo apresentar experiencias relacionas ao manejo da irrigação em cultivos irrigados com água de reúso no semiárido pernambucano. A pesquisa foi desenvolvida na unidade de reúso hidroagrícola localizada no Distrito de Mutuca, Pesqueira, Agreste de Pernambuco, onde foi realizada a irrigação de forrageiras consorciadas (palma-sorgo). Foi utilizado o delineamento em blocos casualizados (DBC), com quatro repetições e empregado o esquema fatorial (3 x 2), sendo o fator 1 - 3 lâminas de irrigação e o fator 2 - cobertura do solo. A atividade que contou com a cooperação da escola Intermediária Henrique Monteiro Leite, foi de extrema importância para a implementação do manejo da irrigação, pois a partir das leituras, foi possível determinar a lâmina a ser aplicada, aumentando assim a eficiência da prática da irrigação. Além disso, existe uma forte troca de experiência com a comunidade local, permitindo ampliação do uso conservacionista de água e solo para a região.

© 2022 - Todos os direitos reservados - Sistema de publicação de trabalhos técnico ABRHidro - Associação Brasileira de Recursos Hídricos
Desenvolvido por Pierin.com