XVI SRHNe - Simpósio de Recursos Hídricos do Nordeste e 15º SILUSBA - Simpósio de Hidráulica e Recursos Hídricos dos Países de Língua Portuguesa

Data: 06/11/2022 à 11/11/2022
Local: Caruaru - PE
Mais informações: https://www.abrhidro.org.br/xvisrhne

AVALIAÇÃO DA DISPONIBILIDADE HÍDRICA SUPERFICIAL DO RIO SERGIPE COM O USO DE MODELO CHUVA-VAZÃO

Código

XVISRHNE0132

Autores

Thiers Pereira de Souza, Ronaldo Guilherme Santos Lima, Ludmilson Abritta Mendes

Tema

11. Inovação e Capacitação na Gestão dos Recursos Hídricos

Resumo

Os dados de vazão constituem importantes variáveis em estudos hidrológicos e no gerenciamento dos recursos hídricos. No entanto, a escassez desses dados torna a modelagem hidrológica uma tarefa complexa. Para se obter séries de vazão mais longas e sem falhas, foram desenvolvidos modelos de transformação chuva-vazão. Um exemplo de modelo chuva-vazão é o SMAP, o qual realiza o balanço hídrico baseado em reservatórios conceituais. Este trabalho objetivou, pelo uso do modelo SMAP, obter os parâmetros de solo para a bacia de contribuição do posto fluviométrico Santa Rosa de Lima, no rio Sergipe, bem como estender sua série histórica de vazões mensais e, a partir da série estendida, obter a vazão de permanência Q90, referência na avaliação da disponibilidade hídrica superficial em Sergipe. Os parâmetros de solo validados para a região permitiram um bom ajuste do modelo aos dados observados (NS > 0,75). O estudo apontou, também, para pouca profundidade do solo da região, o que coincide com a realidade da bacia. Por fim obteve-se um aumento de 67% na Q90 da série estendida quando comparada à Q90 da série histórica, crescimento justificado pelas chuvas mais abundantes na bacia entre 1913-1952.

© 2022 - Todos os direitos reservados - Sistema de publicação de trabalhos técnico ABRHidro - Associação Brasileira de Recursos Hídricos
Desenvolvido por Pierin.com