XIV ENAU - Encontro Nacional de Águas Urbanas e IV SRRU - Simpósio de Revitalização de Rios Urbanos

Data: 19/09/2022 à 23/09/2022
Local: Brasília - DF
Mais informações: https://www.abrhidro.org.br/xivenau

Dimensionamento de Biorretenções via Simulação Baseada em Processos: Modelo Generalizável (TC-Hydro) Aplicado em Condições Típicas de Projeto

Código

XIV-ENAU_IV-SRRU0092

Autores

Marcus Nóbrega Gomes Júnior, Marcio Hofheinz Giacomoni, Eduardo Mário Mendiondo

Tema

ENAU - 04 - Planejamento urbano com foco na drenagem urbana no manejo de águas pluviais

Resumo

Drenagem urbana sustentável auxilia no manejo de enchentes e no controle de qualidade da água de escoamento superficial. Apesar de ser relativamente aplicada em outros países e de ter manuais de dimensionamento e critérios de projeto estabelecidos, no Brasil ainda são escassas as diretrizes de projeto e dimensionamento de técnicas compensatórias, especialmente as biorretenções. Nesse artigo é apresentado um modelo baseado em processos que resolve o balanço de massa em meio não saturado e serve de auxílio para o dimensionamento de biorretenções. Usando-se apenas um dado de entrada para o cálculo ? a vazão de pico ? estima-se as dimensões (i.e., área e altura) para garantir uma lâmina máxima acumulada em sua superfície de 60 cm e sua posterior infiltração em até 12 h. A partir dessas restrições, escolhe-se uma dimensão de técnica compensatória que satisfaz o critério local de redução da vazão de pico. Esses critérios de projeto foram assumidos pois indicam condições razoáveis para o dimensionamento de biorretenções. O exemplo numérico aplicado na cidade de São Carlos ilustra o procedimento de cálculo necessário para dimensionar biorretenções, incluindo a estimativa da vazão de pico e determinação de dimensões factíveis para garantir os critérios de dimensionamento mencionados anteriormente. Uma biorretenção de 15 m2 e 1 m de altura para um solo de 80% de areia e 20% argila é capaz de atenuar em 70% a vazão de pico para um tempo de retorno de 10 anos e garantir uma lãmina máxima acumulada menor que 60 cm esvaziada em até 12h.

© 2022 - Todos os direitos reservados - Sistema de publicação de trabalhos técnico ABRHidro - Associação Brasileira de Recursos Hídricos
Desenvolvido por Pierin.com