I FluHidros - Simpósio Nacional de Mecânica dos Fluidos e Hidráulica

Data: 22/08/2022 à 24/08/2022
Local: Ouro Preto - MG
Mais informações: https://www.abrhidro.org.br/fluhidros

ANÁLISE PRELIMINAR DOS DANOS À POPULAÇÃO VULNERÁVEL NO VALE DE JUSANTE NA HIPÓTESE DE ROMPIMENTO DE BARRAGEM: ESTUDO DE CASO UHE SERRA DO FACÃO

Código

I-FLUHIDROS0084

Autores

Adriano Silva Bastos, Dieimys Santos Ribeiro, Luiz Antônio Gouvea de Albuquerque, CARLOS BARREIRA MARTINEZ, Aloysio Portugal Maia Saliba

Tema

Obras hidráulicas (Modelagem física e numérica e Projeto)

Resumo

Os danos e prejuízos causados por eventos de ruptura de barragens se demonstram devastadores em todo o mundo. Especialmente no Brasil, nos últimos anos, dois eventos chamaram a atenção pelo potencial destrutivo. A ruptura da Barragem do Fundão em novembro de 2015 e a ruptura da Barragem de Brumadinho, em janeiro de 2019, ambas no estado de Minas Gerais. Este trabalho apresenta uma análise crítica dos danos materiais e imateriais causados por um evento de ruptura, e para tanto, realiza uma simulação bidimensional de uma hipotética ruptura da barragem da Usina Hidrelétrica Serra do Facão em Goiás, analisando-a comparativamente aos dados de um levantamento georreferenciado das estruturas habitáveis no vale de jusante da usina. Para a modelagem bidimensional, foi utilizado o software HEC-RAS da U.S Army Corps of Engineers ? USACE, o qual foi alimentado com dados hidrológicos resultantes de uma simulação realizada pelo software HEC-HMS, também da USACE. Os resultados demonstram que há 2.321 estruturas dentro da área de inundação e que 235 delas são críticas, compreendidas dentro da zona de autossalvamento, recebendo o primeiro impacto da onda de cheia. Estima-se que os danos atinjam aproximadamente 5.800 vidas humanas, além de outros danos.

© 2022 - Todos os direitos reservados - Sistema de publicação de trabalhos técnico ABRHidro - Associação Brasileira de Recursos Hídricos
Desenvolvido por Pierin.com