XIV ENAU - Encontro Nacional de Águas Urbanas e IV SRRU - Simpósio de Revitalização de Rios Urbanos

Data: 19/09/2022 à 23/09/2022
Local: Brasília - DF
Mais informações: https://www.abrhidro.org.br/xivenau

NARRATIVAS ENTRE CIDADES BRASILEIRAS E A CIDADE ESPONJA CHINESA: TESSITURAS HISTÓRICAS, PONTES, AMANHÃS

Código

XIV-ENAU_IV-SRRU0005

Autores

Renata Braga de Sousa Cidrack, Newton Celio Becker de Moura

Tema

ENAU - 06 - Soluções para a drenagem no contexto da urbanização consolidada e de eventos extremos para alcançar a resiliência

Resumo

Esse artigo pretende refletir sobre o atual cenário de vulnerabilidades, articulações, demandas e projetos relacionados ao manejo de águas pluviais nas cidades brasileiras, tecendo um paralelo com a história da ?cidade esponja? idealizada e posta em prática na China a partir do trabalho do paisagista Kongjian Yu. O objetivo é ir buscar nas experiências chinesas o entendimento sobre como uma cidade consegue construir resiliência frente à imprevisibilidade hidrológica, e a partir daí refletir um pouco sobre o panorama brasileiro, uma vez que está posta a vulnerabilidade urgente e cada vez mais emergente de diversas localidades brasileiras quando confrontadas com chuvas excessivas e/ou secas graves. Temos aqui um caminho metodológico baseado numa perspectiva antropológica, histórica e política sobre a paisagem. A dimensão social é a que se privilegia, e o nosso objetivo é a construção de uma visão panorâmica que transita entre um enfoque global e um enfoque local, compreendendo que enfrentamos globalmente um colapso ecológico, mas que as desigualdades levam a um cenário ainda mais devastador nas cidades do sul global. Mostramos, ao longo dessa pesquisa, a história de um país (China) que aprende com seus desastres e investe em tecnologias comprovadamente eficientes para a mitigação de desastres relacionados à água, tecnologias essas de uma herança cultural milenar. Em relação ao Brasil, fica bem claro que ainda temos muitos desafios a superar para que práticas de cidade esponja se estabeleçam nas esferas públicas e possam trazer resiliência ecológica e social às nossas cidades.

© 2022 - Todos os direitos reservados - Sistema de publicação de trabalhos técnico ABRHidro - Associação Brasileira de Recursos Hídricos
Desenvolvido por Pierin.com