XXIV SBRH - Simpósio Brasileiro de Recursos Hídricos

Data: 21/11/2021 à 26/11/2021
Local: BELO HORIZONTE - MG
ISSN: 2318-0358
Mais informações: http://www.abrhidro.org.br/xxivsbrh

Acoplamento de modelo de alocação de água baseado em rede à modelagem de insumo-produto para avaliação de instrumentos de gestão regulatórios: proposta metodológica e primeiros resultados em bacias interligadas do agreste pernambucano

Código

XXIV-SBRH0529

Autores

Reinan Ribeiro Souza Santos, Marcia Maria Guedes Alcoforado de Moraes, Marcelo Pereira da Cunha, GERALD NORBERT SOUZA DA SILVA, Nilena Dias

Tema

SE01.D - Caminhos para maior efetividade dos Instrumentos de Gestão de Recursos Hídricos: Propostas, exemplos e experiências no SINGREH e em outras políticas

Resumo

Os modelos baseados em rede que fazem a alocação de água usando um critério hidrológico representam bem as ações dos instrumentos regulatórios previstos pela Política Nacional de Recursos Hídricos (PNRH). O objetivo da alocação é atender as demandas dos usuários que dependem diretamente dos mananciais e da infraestrutura hídrica, ao mesmo tempo em que sejam respeitadas as restrições de reservatórios e volumes mínimos. Tais modelos não mensuram os impactos econômicos e sociais resultantes do uso de tais instrumentos. Os impactos ocorrem não apenas sobre os setores econômicos atingidos pela alocação do recurso na região modelada, mas sobre outros setores interrelacionados pela estrutura da economia Por outro lado, modelos que utilizam uma matriz de Insumo-Produto (MIP) não representam bem a disponibilidade hídrica sazonal, conexões entre as fontes de água (mananciais) e os usuários demandantes nem a infraestrutura hídrica existente na área de estudo, mas conseguem mensurar impactos econômicos e sociais de quantidades alocadas totais de água por setor econômico e por município. Além desses efeitos diretos, a forma como se propagam através da estrutura da economia também podem ser mensurados. Acoplar a modelagem de alocação de águas baseada em uma rede de nós e links a um modelo de Insumo-Produto possibilita a mensuração de impactos econômicos e sociais da aplicação de instrumentos de gestão regulatórios provendo assim uma forma inovadora de avaliar a efetividade desses instrumentos em uma determinada região hidrográfica. A proposta metodológica descrita neste estudo realiza esse acoplamento e testa a mesma em bacias interligadas do agreste pernambucano.

© 2022 - Todos os direitos reservados - Sistema de publicação de trabalhos técnico ABRHidro - Associação Brasileira de Recursos Hídricos
Desenvolvido por Pierin.com