XXIV SBRH - Simpósio Brasileiro de Recursos Hídricos

Data: 21/11/2021 à 26/11/2021
Local: BELO HORIZONTE - MG
ISSN: 2318-0358
Mais informações: http://www.abrhidro.org.br/xxivsbrh

ANÁLISE DE FERRO E MANGANÊS NAS ÁGUAS SUPERFICIAIS E NOS SEDIMENTOS APÓS O ROMPIMENTO DE UMA BARRAGEM DE REJEITOS DE MINÉRIO DE FERRO

Código

XXIV-SBRH0498

Autores

Cristiano Christofaro, Jéssica Ingrid Matos Araújo, Karla Lorrane de Oliveira, Lenora Nunes Ludolf Gomes, Sílvia Maria Alves Corrêa Oliveira

Tema

SR02- Processos hidrológicos e meio ambiente

Resumo

A atividade minerária pode promover uma série de alterações no meio ambiente. Dentre os impactos provenientes do rompimento da barragem de rejeitos B1, do Complexo da Mina Córrego Feijão/MG, está a alteração da qualidade da água. Objetivou-se com o estudo avaliar as alterações espaciais, temporais e a correlação dos parâmetros Ferro Total (FeT) e Manganês Total (MnT), na água e nos sedimentos do rio Paraopeba após o ocorrido. Para essa análise foram empregados dados secundários provenientes do IGAM de quatro estações, pertencentes ao Monitoramento Especial do rio Paraopeba. Foram empregados gráficos de séries temporais, teste não-paramétrico de Kruskal-Wallis, comparações múltiplas de Dunn, quando aplicável, teste U de Mann-Whitney, além de correlação de Spearman. Em termos espaciais verificou-se que o quantitativo de FeT e MnT variou de acordo com a distância das estações de monitoramento em relação ao ponto de origem do rompimento. A análise temporal reforçou a influência da sazonalidade nas concentrações dos parâmetros analisados na água, o que não foi observado para os resultados dos sedimentos. Não foi identificada correlação para um mesmo parâmetro, nas análises de água e de sedimentos. Entretanto, os resultados apontaram correlação entre FeT e MnT na água, e também entre esse metais nos sedimentos.

© 2022 - Todos os direitos reservados - Sistema de publicação de trabalhos técnico ABRHidro - Associação Brasileira de Recursos Hídricos
Desenvolvido por Pierin.com