XXIV SBRH - Simpósio Brasileiro de Recursos Hídricos

Data: 21/11/2021 à 26/11/2021
Local: BELO HORIZONTE - MG
ISSN: 2318-0358
Mais informações: http://www.abrhidro.org.br/xxivsbrh

Análise comparativa de secas no Brasil a partir de sensoriamento remoto

Código

XXIV-SBRH0383

Autores

Júlia Brusso Rossi, ANDERSON LUIS RUHOFF, Ayan Santos Fleischmann, LEONARDO LAIPELT DOS SANTOS

Tema

SE07.B - Sensoriamento remoto da água: de avanços técnicos-científicos a aplicações na nova era de disponibilidade de informação

Resumo

Eventos extremos de secas possuem comportamentos distintos em cada região do Brasil, associados à sua intensidade e tempo de duração, gerando diversos efeitos ambientais e socioeconômicos. Este estudo avaliou eventos extremos de secas ocorridos em diferentes regiões do Brasil, sendo estas: a Região Norte ? Amazônia (seca de 2010), a Região Nordeste (seca de 2012), a Região Sudeste (seca de 2014), e a Região Sul ? Estado do Rio Grande do Sul (seca de 2012). As variáveis (e produtos) analisadas, obtidas por sensoriamento remoto e disponibilizadas na plataforma Google Earth Engine, foram: precipitação (IMERG), temperatura de superfície (MOD11), anomalia no armazenamento total de água (GRACE), evapotranspiração (GLEAM e MOD16) e índices de vegetação NDVI e EVI (MOD13) e produtividade primária bruta (GPP-MOD17). Foi verificado o comportamento das variáveis em cenários com e sem a presença de secas. De forma geral, as regiões identificaram alterações dos valores dos parâmetros durante a ocorrência de secas, sendo verificada, principalmente, grande redução na anomalia do armazenamento total de água. Além disso, observou-se que as secas de maior duração ocorreram nas regiões Nordeste e Sudeste.

© 2022 - Todos os direitos reservados - Sistema de publicação de trabalhos técnico ABRHidro - Associação Brasileira de Recursos Hídricos
Desenvolvido por Pierin.com