XXIV SBRH - Simpósio Brasileiro de Recursos Hídricos

Data: 21/11/2021 à 26/11/2021
Local: BELO HORIZONTE - MG
ISSN: 2318-0358
Mais informações: http://www.abrhidro.org.br/xxivsbrh

EROSÃO COSTEIRA E PLANEJAMENTO URBANO: REVISÃO HISTÓRICA DA OCUPAÇÃO DA PONTA DA PRAIA DE SANTOS - SP

Código

XXIV-SBRH0139

Autores

Gabriel Maggio de Moraes, JOSÉ CARLOS DE MELO BERNARDINO, PAOLO ALFREDINI

Tema

SR02- Processos hidrológicos e meio ambiente

Resumo

A ocupação urbana em áreas costeiras pode resultar em impactos severos para o meio ambiente e para a própria cidade em si, uma vez que as zonas litorâneas possuem uma condição de equilíbrio ambiental extremamente delicada. No litoral paulista, o município de Santos - que constitui um dos centros econômicos mais importantes do país, por abrigar o maior porto da América Latina em movimentação de cargas gerais - passou ao longo de sua história por modificações socioespaciais decorrentes de sucessivos processos de modernização e expansão que pouco refletem a diversidade das características da região. Vários agentes foram condicionantes na formação do cenário atual, como uso e ocupação do solo, obras de saneamento e pavimentação de vias, bem como a dinâmica de turismo, comércio, lazer e demais movimentações cotidianas, incluindo as atividades portuárias. Além disso, as estruturas urbanas construídas junto à costa resultaram, além de outras consequências ambientais, na remoção do mecanismo natural de defesa dos litorais contra a ação das ondas: a faixa de areia das praias, contribuindo para processos erosivos. Assim, objetiva-se, por meio deste artigo, desenvolver uma pesquisa bibliográfica sobre o processo de ocupação de áreas costeiras, mostrando seu impacto no balanço sedimentar, utilizando como estudo de caso a região da Ponta da Praia de Santos.

© 2022 - Todos os direitos reservados - Sistema de publicação de trabalhos técnico ABRHidro - Associação Brasileira de Recursos Hídricos
Desenvolvido por Pierin.com