XII ENREHSE - Encontro de Recursos Hídricos em Sergipe

Data: 18/03/2019 à 22/03/2019
Local: São Cristóvão - SE
Mais informações: https://www.abrhidro.org.br/xiienrehse

Avaliação da erosividade das chuvas nas microrregiões do estado de Sergipe

Autores

Camilla Fernandes Ferro, Edinan do Nascimento dos Passos, Elisnan Alves dos Santos, ZACARIAS CAETANO VIEIRA

Tema

Água para Todos: Não Deixar Ninguém para Trás

Resumo

O processo de erosão do solo relaciona-se diretamente com as chuvas. A dificuldade ainda existente para obtenção e/ou manipulação de dados pluviográficos ou pluviométricos superdetalhados, tem levado diversos autores há tentaram correlacionar o índice de erosão com fatores climáticos locais de fácil medida e obtenção, tais como os totais de chuva. Diante do exposto, esse artigo tem como objetivo avaliar a erosividade das chuvas das oito microrregiões do estado da Sergipe através de um método indireto. Foram utilizados os dados apresentados por Santos (2012) que determinam o comportamento temporal médio da pluviometria de cada microrregião. Para o cálculo da média mensal de erosividade (EI) utilizou-se a equação proposta por Lombardi Neto e Moldenhauer (1992) e para determinação do índice de erosão médio anual R soma-se o resultado dos valores mensais do índice de erosividade. Os valores médios de EI variaram de 289,15 MJ.mm/ha.h (Médio Sertão) até 602,60 MJ.mm/ha.h (Grande Aracaju); e os valores de R variaram de 3469,82 MJ.mm.ha-1.h-1.ano-1(Alto Sertão) até 7231,23 MJ.mm.ha-1.h-1.ano-1(Grande Aracaju). Com base nos resultados obtidos podemos concluir que no estado de Sergipe predomina a erosividade moderada que ocorreu em cinco microrregiões; seguida da erosividade moderada a forte verificada em três microrregiões.

Sistema de publicação de trabalhos técnico ABRhidro - Associação Brasileira de Recursos Hídricos
Desenvolvido por Pierin.com