XII ENREHSE - Encontro de Recursos Hídricos em Sergipe

Data: 18/03/2019 à 22/03/2019
Local: São Cristóvão - SE
Mais informações: https://www.abrhidro.org.br/xiienrehse

Monitoramento do TDH e sólidos grosseiros da ETE da UFS

Autores

José Anderson Ribeiro de Souza, Vitória Letícia de Jesus Costa, Luciana Coêlho Mendonça, Denise Conceição de Gois Santos Michelan

Tema

Água para Todos: Não Deixar Ninguém para Trás

Resumo

A ideia do saneamento básico é antiga e os primeiros registros de saneamento no mundo foram datados em mais de mil anos atrás. Mas, nos dias atuais, no Brasil, a área é negligenciada e possui pouco investimento. Com a criação da Lei Nº 11.445, em 2007, o investimento aumentou e, com isso, novas Estações de Tratamento de Esgotos (ETEs) foram criadas em todo o país, incluindo nas universidades. Com isso, o objetivo deste trabalho foi avaliar o tempo de detenção hidráulico (TDH), importante parâmetro para que os processos envolvidos no tratamento dos esgotos aconteçam adequadamente, bem como a sua relação com a variação de vazão. O TDH foi determinado com os valores de vazão, medidos na calha Parshall, e com os valores de volume obtidos no projeto. A estação da UFS apresentou elevados tempos de detenção, com valores médios de 42 e 58 horas para o reator UASB e para o valo de oxidação, respectivamente. Por fim, os sólidos grosseiros recolhidos no gradeamento do tratamento preliminar apresentaram baixos valores e ficaram abaixo da média citada em literatura, com valor médio de 0,0012kg/m³ para o período de análise.

Sistema de publicação de trabalhos técnico ABRhidro - Associação Brasileira de Recursos Hídricos
Desenvolvido por Pierin.com