XII ENREHSE - Encontro de Recursos Hídricos em Sergipe

Data: 18/03/2019 à 22/03/2019
Local: São Cristóvão - SE
Mais informações: https://www.abrhidro.org.br/xiienrehse

Avaliação da eficiência do tratamento do efluente da ETE - UFS

Autores

Vitória Letícia de Jesus Costa, José Anderson Ribeiro de Souza, Luciana Coêlho Mendonça, Denise Conceição de Gois Santos Michelan

Tema

Água para Todos: Não Deixar Ninguém para Trás

Resumo

O tratamento e o despejo inadequado de esgotos sanitários são problemas brasileiros que precisam de avanços e melhorias. Nessa perspectiva, foi implantada uma Estação de Tratamento de Esgoto (ETE), na Universidade Federal de Sergipe (UFS) no campus de São Cristóvão, visando diminuir a poluição causada pelos efluentes e reutilizá-los na irrigação de áreas verdes da universidade. Este trabalho objetiva avaliar o desempenho das unidades de tratamento da ETE, através do monitoramento da eficiência quanto à remoção de sólidos e da caracterização do efluente. A ETE estudada possui tratamento preliminar, secundário e terciário. O período de análise ocorreu entre os meses de novembro e dezembro de 2018, com a determinação da temperatura, pH, turbidez, sólidos totais (fixos e voláteis), sólidos suspensos, sólidos sedimentáveis e sólidos dissolvidos. A temperatura e o pH do efluente mantiveram-se na faixa adequada para a operação da estação, 28,5 a 30,5°C e 7,14 a 8,05, respectivamente. A estação exibiu resultados insatisfatórios quanto a diminuição da turbidez após o valo de oxidação. Além disso, a ETE apresentou baixa eficiência quanto à remoção de sólidos, em torno de 10%. A partir desses dados, conclui-se que a estação apresenta baixo desempenho devido à má operação e problemas em seus equipamentos.

Sistema de publicação de trabalhos técnico ABRhidro - Associação Brasileira de Recursos Hídricos
Desenvolvido por Pierin.com