XIV SRHNE - SIMPÓSIO DE RECURSOS HÍDRICOS DO NORDESTE

Data: 20/11/2018 à 24/11/2018
Local: Maceió - AL
ISSN: 2359-1900
Mais informações: https://www.abrh.org.br/xivsrhne

ANÁLISE AMBIENTAL DA MICROBACIA HIDROGRÁFICA, DO CÓRREGO SECO DE SÃO JOÃO, SANTA TERESA, ES

Autores

Arestides Otaviano de Oliveira Junior1, Leandro Hammer Guilherme2, Maycon Patrício de Hollanda3, Edilson Sarter Braum4

Tema

15. Uso e manejo do solo em bacias hidrográficas

Resumo

Este trabalho objetivou elaborar um levantamento do uso e ocupação do solo, declividade e aptidão agrícola na microbacia do Córrego Seco de São João, Santa Teresa-ES, utilizando técnicas de geoprocessamento. Para definir as classes de aptidão agrícola utilizou-se a metodologia do sistema de Avaliação da Aptidão Agrícola das terras, que basicamente avalia as terras de acordo com seus fatores limitantes, e tipo de manejo. A partir desses dados, elaborou-se índices para estimar as deficiências do solo relacionado a susceptibilidade a erosão do solo, escassez de agua, fertilidade do solo, nível de mecanização utilizável dentre outros, enquadrando-os em 3 tipos de manejos distintos A, B e C, sendo A manejo (primitivo) e B (pouco desenvolvido) e C (maior desenvolvimento). Após analises encontrou-se três tipos de aptidão distintas, que vão de boa, regular a restrita, devido aos fatores limitantes da microbacia. Apesar de haver grande influência da pecuária na região. Acredita-se que se seguido o manejo correto para cada situação, possa haver o desenvolvimento econômico e preservação ambiental no mesmo cenário, com tudo observa-se que existe uma quantidade considerável de vegetação nativa em regeneração intermediária, devido possivelmente por estarem em áreas não muito boas para a agricultura

Sistema de publicação de trabalhos técnico ABRhidro - Associação Brasileira de Recursos Hídricos
Desenvolvido por Pierin.com