XIV SRHNE - SIMPÓSIO DE RECURSOS HÍDRICOS DO NORDESTE

Data: 20/11/2018 à 24/11/2018
Local: Maceió - AL
ISSN: 2359-1900
Mais informações: https://www.abrh.org.br/xivsrhne

COMPARAÇÃO DE ESTIMATIVAS DA TEMPERATURA SUPERFICIAL DE LAGOS POR SENSORIAMENTO REMOTO: ESTUDO DE CASO DA LAGOA MANGUEIRA USANDO LANDSAT 7 ETM+ E O PRODUTO MOD28

Autores

Matheus Henrique Tavares1, David Manuel Lelinho da Motta Marques, Anderson Luís Ruhoff1, Augusto Hugo Farias da Cunha1, Carlos Ruberto Fragoso Junior

Tema

03. Ecohidrologia

Resumo

A temperatura regula muitos processos físicos, químicos e biológicos em lagos e reservatórios, sendo uma variável chave para a modelagem ecológica destes sistemas. Neste trabalho, foi realizada uma comparação entre estimativas da temperatura superficial da lagoa Mangueira feitas pelo MOD28 e duas metodologias aplicadas ao Landsat 7 ETM+: o AtmCorr, que fornece parâmetros de correção atmosféricas para aplicação da equação de transferência radiativa, e o algoritmo de canal único, para este usando duas bases de perfis atmosféricos e duas fontes de vapor d?água atmosférico, do MODIS e do AtmCorr. Para verificação, foram utilizados dados medidos em três estações da lagoa, entre 2001 e 2008. As estimativas feitas pelo Landsat foram superiores às do MOD28, e as do AtmCorr foram as mais acuradas, com erro absoluto de 0,666ºC e R² de 0,955. Entre as estimativas usando vapor d?água, a base TIGR3 mostrou-se mais indicada para a lagoa do que a SAFREE, e o vapor d?água do AtmCorr mostrou melhor desempenho. Recomenda-se utilizar o MOD28 apenas quando a acurácia não seja tão importante, dada a facilidade de uso dos produtos, ou caso seja necessária uma maior frequência de dados de temperatura, de forma a complementar uma série de dados.

Sistema de publicação de trabalhos técnico ABRhidro - Associação Brasileira de Recursos Hídricos
Desenvolvido por Pierin.com