XII ENAU - ENCONTRO NACIONAL DE ÁGUAS URBANAS

Data: 20/11/2018 à 24/11/2018
Local: Maceió - AL
ISSN: 2359-1897
Mais informações: https://www.abrh.org.br/xivsrhne

RELAÇÃO ENTRE CARACTERÍSTICAS DO EVENTO CHUVA-VAZÃO E DESEMPENHO DE MODELO HIDROLÓGICO DISTRIBUÍDO

Autores

Samanda Costa do Nascimento, SARAH VEECK, FAGNER FRANÇA DA COSTA, Adriano Rolim da Paz

Tema

03. Processos hidrológicos e modelagem em áreas urbanas

Resumo

Modelos hidrológicos são uma ferramenta de grande utilidade para auxílio ao gerenciamento dos recursos hídricos, havendo diferentes formulações propostas na literatura. Para estudos em pequenas bacias urbanas, ainda prevalece a abordagem concentrada. Entretanto, há mais de duas décadas a simulação hidrológica obteve vantagens do aprimoramento de Sistemas de Informação Geográficas, somado ao crescimento da capacidade computacional e maior disponibilidade de informações de terreno, possibilitando o desenvolvimento e aprimoramento de modelos hidrológicos distribuídos (MHD), que consideram a variabilidade temporal e espacial das bacias hidrográficas. Este trabalho avalia o desempenho de um MHD em função das caraterísticas dos eventos simulados, considerando duas sub-bacias (Cascata I, 4,93 km² e Saint-Hilaire, 5,94 km²) da bacia hidrográfica do Arroio Dilúvio (Porto Alegre e Viamão, RS). Apesar das limitações do estudo, incluindo as incertezas associadas aos dados observados, essa forma de compreender os resultados da MHD tem potencial para direcionar o aprimoramento da formulação da modelagem ou representação de dados. Nesse caso, com o indicativo de vencer a maior deficiência que foi relacionada a simular adequadamente os maiores retardos das vazões de pico, principalmente quando ocorreram maiores precipitações no início do evento chuvoso.  

Sistema de publicação de trabalhos técnico ABRhidro - Associação Brasileira de Recursos Hídricos
Desenvolvido por Pierin.com