XII ENAU - ENCONTRO NACIONAL DE ÁGUAS URBANAS

Data: 20/11/2018 à 24/11/2018
Local: Maceió - AL
ISSN: 2359-1897
Mais informações: https://www.abrh.org.br/xivsrhne

IMPLICAÇÕES DA AUSÊNCIA DE DISPOSITIVOS DE PROTEÇÃO NA ÁREA URBANA DE PORTO ALEGRE: ANÁLISE DA CHEIA DE 1941

Autores

Benício Emanoel Omena Monte, ARTHUR DA FONTOURA TSCHIEDEL, DANIELE FEITOZA SILVA, JOEL AVRUCH GOLDENFUM, FERNANDO DORNELLES

Tema

10. Inundações urbanas: modelagem, estudos de danos, alerta e planos de emergência e medidas de cont

Resumo

Em 1941 o município de Porto Alegre sofreu com uma grande enchente, de proporções nunca vivenciadas até então. A grande enchente, como o evento é conhecido, foi avaliada neste trabalho considerando uma série histórica de níveis d?água relativa a 116 anos (1889 ? 2015), fornecendo uma nova abordagem quanto ao tempo de retorno do evento. Além disso, a cota de inundação do evento foi correlacionada com um Modelo Digital de Superfície de grande precisão. Essa correlação proporcionou uma estimativa dos impactos na zona central da cidade, em um cenário de ausência de dispositivos de proteção contra enchentes. Os resultados obtidos mostram que a enchente de 1941 pode ser considerada um outlier, de modo que seu tempo de retorno pode variar entre 1576 a 4646 anos. Também se observou que, embora existam setores da sociedade Porto Alegrense favoráveis à retirada de estruturas de proteção contra enchentes, sua manutenção é de extrema importância, pois o impacto potencial deste evento na zona central da cidade (em cenário de ausência de dispositivos de proteção contra enchentes) é extremamente alto.

Sistema de publicação de trabalhos técnico ABRhidro - Associação Brasileira de Recursos Hídricos
Desenvolvido por Pierin.com