XII ENAU - ENCONTRO NACIONAL DE ÁGUAS URBANAS

Data: 20/11/2018 à 24/11/2018
Local: Maceió - AL
ISSN: 2359-1897
Mais informações: https://www.abrh.org.br/xivsrhne

SIMULAÇÃO HIDROLÓGICA E HIDRÁULICA DO SISTEMA DE DRENAGEM URBANA COM A IMPLANTAÇÃO DE RESERVATÓRIOS DE DETENÇÃO ? ESTUDO DE CASO NO RIACHO FUNDO I - DF

Autores

Vítor Camuzi Mineiro, Maria Elisa Leite Costa, JEFERSON DA COSTA, Sérgio Koide

Tema

02. Hidráulica de sistemas urbanos

Resumo

Sempre que possível, os serviços de drenagem urbana devem reduzir os riscos de alagamento e inundação, e contribuir para a disponibilidade hídrica. Para evitar problemas a jusante e proteger os corpos receptores, o uso de reservatórios de detenção é a metodologia recomendada no DF (ADASA, 2011) para minimizar os impactos como o aumento da vazão e da velocidade do escoamento superficial. A Região Administrativa do Riacho Fundo I não possui nenhum reservatório e, durante a estação chuvosa, as águas pluviais atingem o córrego Riacho Fundo, um dos principais afluentes do Lago Paranoá, com vazão elevada e sem nenhum dispositivo para melhoria da qualidade da água. Neste artigo, utilizou-se o programa PCSWMM para analisar a influência de parâmetros de projeto, como rugosidade dos condutos e tempo de recorrência das chuvas no sistema de drenagem. Comparou-se também o dimensionamento realizado de acordo com o volume preconizado na Resolução Adasa 09/2011 e o valor obtido por simulação hidrológica para que vazão específica de lançamento de 24,4 L/s.ha fosse atendida, e verificou-se que a modelagem seria mais indicada para o procedimento por mostrar que, para o caso deste estudo, um reservatório com volume 20% menor seria suficiente para atender às restrições da Resolução.  

Sistema de publicação de trabalhos técnico ABRhidro - Associação Brasileira de Recursos Hídricos
Desenvolvido por Pierin.com