XII ENAU - ENCONTRO NACIONAL DE ÁGUAS URBANAS

Data: 20/11/2018 à 24/11/2018
Local: Maceió - AL
ISSN: 2359-1897
Mais informações: https://www.abrh.org.br/xivsrhne

METABOLISMO URBANO COMO FERRAMENTA DE CONTRIBUIÇÃO À SEGURANÇA HÍDRICA

Autores

Simone Danielle Aciole Morais Marinho, Francine Modesto dos Santos, Carlos de Oliveira Galvão, Lívia Izabel Bezerra de Miranda

Tema

15. Instrumentos de apoio à gestão de águas urbanas

Resumo

A gestão da água no ambiente construído apresenta uma complexidade relacionada, dentre outros fatores, à dinâmica decorrente das diversas e rápidas transformações do urbano. Os sistemas urbanos dependem e impactam o uso da água além de seus limites jurisdicionais, o que requer mudanças nos padrões de gerenciamento da água urbana, havendo a necessidade de uma visão holística sobre o uso da água nas cidades. Este artigo apresenta uma discussão sobre como o metabolismo urbano, enquanto ferramenta de análise, pode contribuir para a segurança hídrica nas cidades. Como exemplo ilustrativo, é apresentada Campina Grande - Paraíba, representativa cidade de médio porte do semiárido brasileiro, que vivenciou recorrentes períodos críticos em relação ao seu abastecimento de água. São apontados como condicionantes do metabolismo urbano os aspectos hidrológicos e físico-ambientais, socioeconômicos, políticos e culturais, e de infraestrutura hídrica, e destaca-se como a interação entre estes condicionantes pode contribuir para a melhoria do metabolismo urbano e, consequentemente, da segurança hídrica.

Sistema de publicação de trabalhos técnico ABRhidro - Associação Brasileira de Recursos Hídricos
Desenvolvido por Pierin.com