III SRHPS - Simpósio de Recursos Hídricos do Rio Paraíba do Sul

Data: 27/08/2018 à 29/08/2018
Local: Juiz de Fora - MG
Mais informações: http://www.ufjf.br/srhps/

Avaliação temporal da comunidade fitoplanctônica e características limnológicas do ribeirão Espírito Santo, em Juiz de Fora?MG.

Autores

Emília Marques Brovini, Nathália da Silva Resende, Isabela Regina da Silva, Renata de Oliveira Pereira, Maria Helena Rodrigues Gomes, Simone Jaqueline Cardoso

Tema

Meio Ambiente e Recursos Hídricos

Resumo

Baseado no atual cenário de crise hídrica do Brasil, vê-se a importância de se obter uma preservação atual e futura das águas que compõe o país. Sendo assim, o estudo das comunidades aquáticas, como as fitoplanctônicas, corresponde a um dos meios de se avaliar a qualidade da água de um ecossistema. Dentro desse cenário, tem-se a bacia hidrográfica do ribeirão Espírito Santo (BHRES), localizada à noroeste da cidade de Juiz de Fora - MG, e afluente pela margem direita da bacia do rio Paraibuna, fazendo parte, consequentemente, da grande bacia do rio Paraíba do Sul. O ribeirão é responsável por abastecer cerca de 40% da cidade, além disso, possui trechos com alta susceptibilidade à degradação da qualidade da água, devido principalmente, a parte de suas águas situarem-se dentro do distrito industrial da cidade. Assim sendo, o trabalho visa avaliar a dinâmica temporal da comunidade fitoplanctônica e as características limnologias de três pontos estratégicos do ribeirão Espírito Santo a partir de quatro coletas realizadas ao longo de três anos. Pode-se observar que a 4ª coleta foi a mais diversa e a que apresentou maiores valores de temperatura, pluviosidade, turbidez e ferro. Esse último excedeu seus valores em todas as campanhas, afetando a qualidade da água e, consequentemente, os organismos planctônicos. Em relação aos grupos encontrados, ressalta-se a presença da Chlorophyceae em quase todos os pontos e em todas as coletas, exceto no ponto 1 nas duas coletas em período mais seco. Nesse mesmo período, o grupo Cyanobacteria contribuiu significativamente na riqueza e na densidade da comunidade fitoplanctônica. A partir desses resultados, aponta-se a necessidade da continuação de estudos voltados aos organismos planctônicos e aos parâmetros limnológicos do ribeirão, além de políticas públicas voltadas à preservação das águas de um dos ribeirões mais importantes da cidade de Juiz de Fora ? MG.

Sistema de publicação de trabalhos técnico ABRhidro - Associação Brasileira de Recursos Hídricos
Desenvolvido por Pierin.com