III SRHPS - Simpósio de Recursos Hídricos do Rio Paraíba do Sul

Data: 27/08/2018 à 29/08/2018
Local: Juiz de Fora - MG
Mais informações: http://www.ufjf.br/srhps/

ESTUDO DE PREVENÇÃO DE CHEIAS UTILIZANDO OS RESERVATÓRIOS DE HIDRELÉTRICAS DA BACIA DO PARAÍBA DO SUL

Autores

FERNANDA DA SERRA COSTA, IGOR PINHEIRO RAUPP, Daniela de Souza Kyrillos, Jorge Machado Damazio, Priscilla Dafne Shu Chan, PAULO DINIZ DE OLIVEIRA, Luiz Guilherme Ferreira, Vinicius Forain Rocha

Tema

Gestão de Recursos Hídricos

Resumo

Um dos usos múltiplos das águas dos reservatórios do Sistema Interligado Nacional (SIN) conflitantes com a geração de energia elétrica é o controle de cheias, que desde 1977 faz parte do planejamento energético anual do setor elétrico brasileiro. Todos os anos, é realizado, pelo Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), o Estudo Anual de Prevenção de Cheias para todas as bacias hidrográficas do SIN, que consiste na alocação ótima de espaços vazios nos reservatórios, denominados Volumes de Espera, para amortização das possíveis cheias. A metodologia atualmente utilizada no cálculo destes volumes é baseada no método das Trajetórias Críticas e Condições de Controlabilidade e a incerteza é tratada de forma estocástica, com a geração de cenários sintéticos de afluências. Uma das premissas desta metodologia é a necessidade de que os reservatórios possuam estruturas de controle de defluências, o que não é o caso dos reservatórios da UHE Jaguari e UHE Paraibuna na Bacia do Rio Paraíba do Sul. Por conta disso, a metodologia foi adequada para este caso. O presente artigo descreve a metodologia atualmente em uso, com a adaptação para a Bacia do Rio Paraíba do Sul, bem como, os resultados obtidos para esta bacia no Estudo de Prevenção de Cheias mais recente (ciclo 2017/2018).

Sistema de publicação de trabalhos técnico ABRhidro - Associação Brasileira de Recursos Hídricos
Desenvolvido por Pierin.com