I END - Encontro Nacional de Desastres da ABRH

Data: 25/07/2018 à 27/07/2018
Local: Porto Alegre-RS
Mais informações: https://www.abrh.org.br/iend

DELIMITAÇÃO DA ÁREA POTENCIALMENTE INUNDADA PELA CHEIA HISTÓRICA DE 1974 EM TUBARÃO, SC

Autores

Franciele Zanandrea, Franciele Maria Vanelli, Thiago de Gois Araújo Tavares, JOEL AVRUCH GOLDENFUM

Tema

1 - Previsão e mapeamento de inundações

Resumo

A fim de apoiar as decisões de planejamento urbano, o mapeamento de áreas suscetíveis a inundações pode ser uma ferramenta importante no gerenciamento de riscos. Normalmente, esse mapeamento é feito por meio de modelos complexos que exigem dados hidráulicos e hidrológicos detalhados, que podem ser inexistentes. Alternativamente, existem modelos, como o HAND, que a partir da descrição do terreno faz uma estimativa da extensão máxima de uma inundação . Assim, o presente estudo tem como objetivo estimar a área potencialmente inundada devido ao evento extremo ocorrido em 1974 na cidade de Tubarão, SC. Para isso, utilizou-se o modelo HAND, utilizando como dados de entrada o MDT de alta resolução espacial e o nível atingido pela cheia em um ponto central do município. A validação foi realizada por meio da comparação com pontos coletados em campo durante entrevistas com moradores do município em 1974. A mancha de inundação de 1974 possui uma área de aproximadamente 322 km², chegando a 45% do território de Tubarão. Dos 193 pontos pesquisados, 151 são consistentes com a mancha de inundação levantada, representando um acerto de aproximadamente 80%. A comparação mostrou uma pequena subestimação da área potencialmente inundada gerada pelo HAND. Apesar de suas limitações, verifica-se que o modelo HAND pode ser aplicado para a delimitação preliminar de áreas potencialmente inundadas por cheias históricas.

Sistema de publicação de trabalhos técnico ABRhidro - Associação Brasileira de Recursos Hídricos
Desenvolvido por Pierin.com