XXII SBRH - Simpósio Brasileiro de Recursos Hídricos

Data: 26/11/2017 à 01/12/2017
Local: Florianópolis - SC
ISSN: 2318-0358
Mais informações: http://www.abrh.org.br/xxiisbrh

ANÁLISE DAS DIFICULDADES PARA DEFINIÇÃO DA VAZÃO DE PICO RESULTANTE DE ESTUDOS DE RUPTURA DE BARRAGEM DE ATERRO

Autores

Murilo Pereira da Silva Conceição, Andrea Sousa Fontes

Tema

9 - Hidráulica e hidrodinâmica

Resumo

Visto que a barragens não estão livres de falhas de suas estruturas, o risco gerado cria a necessidade de antecipar quais ações devem ser tomadas para reduzir os impactos caso ocorra o colapso, geralmente catastróficos. Para definir quais ações devem ser tomadas, o estudo de ruptura e formação do mecanismo da brecha formada se torna indispensável. Nesse contexto, este trabalho tem como objetivo analisar as dificuldades para definição da vazão de pico resultante da ruptura hipotética de barragens de aterro para acumulação de água, utilizada para definição de zonas inundáveis no vale a jusante. Para a análise, foram selecionadas 8 barragens localizadas no Estado da Bahia para estimativa da largura da brecha, tempo de ruptura, vazão de pico e hidrograma de ruptura por diferentes formulações para avaliação da amplitude dos valores encontrados. Dos resultados encontrados, constatou-se uma grande variabilidade das vazões de pico estimadas, apresentando coeficiente de variação superiores a 90% entre as equações empíricas propostas e trazendo um acumulativo de dificuldades de escolha de metodologia, o que impacta diretamente no hidrograma de ruptura hipotética e, consequentemente, na definição das zonas de inundação a jusante.

Sistema de publicação de trabalhos técnico ABRhidro - Associação Brasileira de Recursos Hídricos
Desenvolvido por Pierin.com