XXII SBRH - Simpósio Brasileiro de Recursos Hídricos

Data: 26/11/2017 à 01/12/2017
Local: Florianópolis - SC
ISSN: 2318-0358
Mais informações: http://www.abrh.org.br/xxiisbrh

ANÁLISE COMPARATIVA ENTRE O MÉTODO DA DISPERSÃO SALINA E O USO DE MICROMOLINETE PARA MEDIÇÃO DE VAZÃO EM PEQUENOS CÓRREGOS

Autores

Rodrigo Borges da Fonseca Bins, ÉDINA THOMÉ, GEÓRGIA SINSKI AMADIO, LUÍSA HEINECK NEVES, NICOLE DALLE MOLLE, Marina Refatti Fagundes, Fernando Mainardi Fan

Tema

4 - Hidrologia superficial e hidrometria

Resumo

A não aplicabilidade e não representatividade dos valores obtidos nas medições de vazão realizadas em córregos de pequeno porte por instrumentos convencionais de medição (micromolinete) demonstram a necessidade da utilização de outros métodos mais aplicáveis para esse tipo de corpo hídrico. Córregos com baixa profundidade e pequena largura apresentam comportamento hídrico peculiar, não homogêneo em suas seções transversais, e, justamente por isso, necessitam de métodos alternativos ao uso de equipamentos como micromolinetes para medições de vazão, uma vez que o fluxo medidos pelos equipamentos não são representativos do comportamento hídrico global, além do fato da não aplicabilidade do uso de tais equipamentos e certas subseções, as quais não apresentam velocidades mínimas para vencer o próprio atrito estático do aparelho. O presente trabalho apresenta os resultados de um estudo comparativo entre as vazões de um corpo hídrico medidas em uma calha Parshall, por micromolinete e por método da pluma salina.

Sistema de publicação de trabalhos técnico ABRhidro - Associação Brasileira de Recursos Hídricos
Desenvolvido por Pierin.com